sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Marca Açores - A Revelação




Foi apresentada oficialmente a marca Açores. Tendo em conta o buzz negativo que se gerou no pós-lançamento, a primeira conclusão a tirar é que os açorianos não se identificam com ela, o que é mau. Relativamente ao grafismo, The Advertiser apresenta a sua opinião: o recurso à iconografia para justificar uma marca é algo que está na moda. É trendy. Ou seja, muitos designers por esse mundo fora seguem esta tendência, o que torna a nova marca Açores apenas mais uma a seguir o mesmo conceito, o que lhe retira a singularidade pretendida. Veja-se, por exemplo, o caso da CMP, desta proposta que está disponível no site behance que pelos vistos também concorreu, bem como outros exemplos tal como este ou este. Por outras palavras, a iconografia é algo que já se torna banal e que não tarda passará de moda. Pretende-se uma moda passageira para a marca Açores? A resposta é não. The Advertiser vê Açores nesta marca? Vê sim senhora. Mas só depois de visualizar o vídeo bonito com drones que segue neste post. A justificação está gira sim senhora. Mas é redutora. Redutora porquê? Porque os Açores são muito mais que isso e porque algum dia alguém irá dizer que falta um ícone para aquilo ou para aquele outro. Mas amigos, agora não há volta a dar, a marca está lançada e espera-se que a nova estratégia comece a trazer bons resultados para a região.

Notas Finais
- o site visitazores e o respectivo facebook deveriam ter mudado o layout no decorrer do dia de hoje, mas parece que no ano que se levou para fechar a marca não houve tempo para pensar neste aspecto
- A agência Mccann faz referência à marca Açores no seu facebook. "Açores, Azores, Azoren by Mccann :)". Assumem claramente a assinatura da marca e estranhamente não fazem referência à agência açoriana parceira de projecto. The Advertiser reforça a intriga no que diz respeito ao papel de cada agência em todo o processo
- Por sua vez, a HDG, pelo menos até ao momento em que The Advertiser vos escreve estas linhas, não faz nenhuma referência à marca no seu facebook oficial



E tu? O que achas da nova marca Açores?  


 

2 comentários:

Filipe disse...

Pessoalmente não gosto do toque hipster da imagem.

E admito que não é memorável, mas está bem construída e é uma evolução moderna e atual do que existia. Já os ícones são apenas um complemento um dia desaparecem e fica o caso resolvido.

Já viste o site oficial www.marcaacores.pt?
ps.: A landing page é feita por um açoriano.

Em tudo o resto tens razão e é de lamentar.

Mas o facto é que a comunidade de designers açorianos deviam se organizar, kisá uma associação? Não sei... educar a população, criar regras e planos de formação.

Em vez disso o que reina é < salve-se quem puder > e < sai me da minha frente ou passo-te por cima >

E este blog é um belo reflexo disso. Não pelas criticas... mas sim pelo anonimato e por seres 1.

Anónimo disse...

Certificado pela natureza?!?
A natureza certificou a caça à baleia?
A natureza certificou os anzóis de metal?
A natureza certificou a poluição que a actividade agrícola propaga pelas 9 ilhas?
Foda-se, a natureza anda muito diferente desde a última vez que falei com ela.
Um selo com 8 pétalas? Há algum vídeo para justificar o facto de se terem esquecido que os Açores são 9 ilhas?
Esta marca é fraca, desequilibrada e banal. Aplicá-la em toda a sua extensão será uma missão complicada. Concordo com o comentário acima. O designer que a desenvolveu deve ser um hipster convicto. Pró caralho com as tendências! Os Açores mereciam melhor!